Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Pedal inter praças em familia e vizinho

Imagem
Hoje, 12/03/2011, no meio da tarde, rolou uma vontade coletiva de realizarmos mais um pedal em familia. A princípio. pelo despreparo físico da alguns, seria um passeio leve. Coisa que permitisse desfrutar o prazer de pedalar em familia e amigos, sem rota ou percurso engessada. Como moramos no bairro Praia do Meio e sabemos que o calçadão da praia, nas tardes dos finais de semana de sol, vira maior muvuca, com bêbados aos montes, decidimos pedalar pelas largas ruas do Tirol, que nesses dias/horários ficam bem calmas.
    Na garagem do prédio encontramos nosso vizinho, o síndico do condomínio, que está super empolgado por ter adquirido uma bike bem bacana (para nosso padrão de ciclista de lazer). Disse ele que seguindo nossas dicas, comprou vários acessórios e roupas para combinar com a nova bike. Não perdemos a deixa e o convidamos para o passeio. Ele aceitou no ato. Como tínhamos que comprar uns filmes antes, marcamos a saída oficial da Praça Cívica, as 16h. Saímos no passeio,…

As Mulheres ciclistas: uma homenagem singela

Imagem

Pedal cultural em familia durante o carnaval 2011, em sítios históricos de Natal

Imagem
Quem não é muito fã da folia de carnaval, especialmente, do uso demasiado de álcool e outros entorpecentes, ou próximo de pessoas nesse estado ébrio, costuma procurar algo interessante para fazer, além das muitas horas de descanso. A opção que escolhi foi passear de bike, em familia, pelos sítios históricos Ribeira e Centro de Natal. veja algumas imagens do primeiro dia.



Filhote de tartaruga é encontrado na Praia do Forte - Natal - RN

Imagem
Hoje, 03/03/2011, por volta das 7h40min, no piscinão natural da Praia do Forte de Natal, logo após o término da minha aula de hidroginástica, presenciei feliz uma cena cada vez mais rara, um filhote de tartaruga tentando adentrar no oceano pela primeira vez em busca da sobrevivência e banhistas torcendo pelo sucesso do feito.
          A cena nos encheu de esperança e vontade de contribuir para a conservação do que resta de natureza em nossas praias e suas proximidades, como forma de favorecermos a lenta recuperação das espécies que necessitam desse ambiente para se perpetuar no planeta.
          Todavia, quando achavamos que o filhote ia ganhar o mundo oceânico ocorreu um comportamento muito preocupante por parte do animal, ele ficou tentando subir nas pessoas que estavam perto, sem o menor temor. Não entendemos se era por cansaço ou por brincadeira.

          Chegamos a um consenso que o melhor que faríamos era levar o animal ao IBAMA, antes que ele se aproxima-se de pess…