Projeto de BRT+Parque melhorará muito Natal

Dando sequência a postagem anterior, relato que continuo em processo criativo, agora, detalhando várias ideias viáveis sobre os projetos BRT e Parque Central de Natal. Não pretendo e nem conseguiria desenvolver os projetos a nível de finalização, pois falta-me, inclusive, qualificação técnica. Mas, sobra-se boa vontade e desejo de colaborar com a melhoria da cidade e a preservação ambiental. Assim, quero apenas oferecer um ponto de partida, um esboço mais detalhado da ideia e alguns conceitos e estratégicas que ajudem no desenvolvimento técnico dos projetos. Mesmo ainda num processo de criação, que não deveria frear qualquer ideia ou inovação para os projetos, evito ideias ou estratégias longe do exequível, pois tenho noção da dura realidade econômica do RN. Mas, quando a ideia ou estratégia é de amplo interesse do setor privado, faço questão de colocar no projeto pois podemos atrair esse potencial e necessário parceiro.

Nessa postagem ilustro e descrevo mais detalhes sobre os projetos BRT e Parque Central. Ajustei a disposição e área prevista de alguns equipamentos. Penso que ficou melhor e mais rico.

De novidade proponho as primeiras Linhas Alimentadoras (Circulares) e extensoras do Sistema BRT, sendo uma para cada Zona Administrava de Natal. Obviamente, deverá ter outras interconectadas, que podem ser do Sistema BRS, Linhas Regionais e Intermunicipais e até Alternativas. Não serei eu que irei estudar a fundo e propor a configuração das linhas alimentadoras do BRT. Farei sim apenas o aprofundamento de estudos para fundamentar e melhorar detalhamentos sobre o Eixo 1, a espinha dorsal do Sistema BRT de Natal.

Como proponho a diminuição de linhas convencionais trafegando nas regiões onde passe o BRT é fundamental que os Terminais BRT anexe com sucesso toda a demanda de usuários que vem dos polos emissores. Para isso, devemos desenvolver Terminais com bom tamanho e funcionalidade. Na Zona Norte foi fácil encontrar um terreno significativa de acesso fácil pelo BRT e pelas linhas alimentadoras. Mas, na zona sul só encontramos espaço significativo no terreno do Centro Administrativo do Estado. Assim, proponho que o Terminal BRT Zona Sul se instale em terreno acessível do Centro Adm, do Estado-CAE e que, diante de sua necessária expansão, o CAE seja transferido para terreno dentro do futuro Parque Central, servido pelo BRT, com projeto mais moderno, adequado e ecológico.

Para conseguir os recursos financeiros seria oferecido a Iniciativa Privada, via instrumento legal, a possibilidade de uma empresa ou consórcio construir o novo CAE e o Parque Central e transferir parte do atual CAE que não for usado pelo Terminal BRT. Se for insuficiente e como vários terrenos do Estado estão amarrado a construção da Arena das Dunas, novos terrenos valorizados necessitam aparecer. Proponho entrar na transação os terrenos usados pela QG da PM e pelo complexo Bombeiro-Escola de Oficiais da PM e Escola Estadual Tiradentes (que é muito ociosa). Assim, a empresa ou consócio vencedor faria também as novas e modernas instalações dos QG's da PM e Bombeiros. No Mapa Geral já proponho uma disposição para cada instituição. Como os Bombeiros necessitam ter acesso a água (o Rio Potengi), foi colocado em local conveniente.

Está sendo proposto a criação de duas linhas de Teleférico panorâmico, para ser efetivado via PPP. Com base no Parque, acima ou lado da Estação BRT. Uma linha seguirá até proximidade da praça André de Albuquerque e a outra até proximidade do Norte Shopping. A Base ficará entre Terminal BRT, o novo CAE, o Jardim Botânico e o novo Centro de Convenções de Natal.

O projeto Parque Central está sendo pensado para ser o mais esportivo, moderno e eclético parque do RN e um dos melhores do Brasil. Como vanguarda ou inovador, ele priorizará os modais Pedestre, Bicicleta e Transporte Público. Assim, dois dos seus acessos (as pontes do BRT) só permitirão a passagem do BRT, Bicicleta, Pedestre e veículo oficial em emergência. O Acesso Igapó, permitirá o acesso de veículos oficiais, de prestadores de serviço (em exercício de função) e de veículos com portadores de deficiência credenciados e adesivados. O Parque fará parceria com um Banco para disponibilizar gratuitamente Bicicletas, distribuídas,  em várias Estações, exclusivamente para uso interno. Vários equipamentos ginásticos e baterias de Bandeiro e Ponto de Hidratação serão distribuídos tanto ao longo do Eixo Verde Esportivo quando do Bosque Esportivo. Uma Escola e Locadora de Canoas e Caiaques e outros Equipamentos Esportivos será instalada no Bosque, próximo a Gamboa Jaguaribe. Dentro do Bosque ou ao Longo do Eixo Verde serão instalados gradualmente vários Espaços Esportivos e Culturais, a exemplo: Pistas de BMX e Skate, Quadras Polesportivas, Campos de Futebol e afins, áreas de Piquenique, Biblioteca, Museus, entre outros. Deverá ter também um Espaço para Grandes Eventos culturais e esportivos: Circos, Circuitos Esportivos, etc.

O Parque Central não só será o coração verde e pulsante de Natal, juntamente com o futuro Parque 226, que também proponho, que terá a terceira ponte de carros ligando Guarapes (Natal) a São Gonçalo, e a ZPA4,  formarão a alça norte do cinturão verdade de Natal.    

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mais um crime ambiental e urbanístico. Ergue-se o 33º barraco irregular na ZPA7 de Natal

Ambientalistas lançam a #SuperSemanaDoManguezal2017

Próximo sábado, 04/03, ainda terá carnaval em Natal e dentro do mar