Prefeito de Natal aceita melhorar ciclovia

Nessa data comemorativa ao Dia Mundial Sem Carros pensei nada ter a comemorar em Natal, pois pareceu-me ter até mais carros que noutros dias, mas, para minha alegria e de muitos, acabei tendo. Adianto que embora pouco expressivo, é importante para o ciclismo Natalense, pois, em pouco tempo, teremos corrigido o maior equívoco do trecho cicloviário da Praia do Meio, que é o estreitamento e colocação da ciclovia junto ao para-corpo, entre a Estátua de Iemanjá e o Quiosque 17. Nesse trecho, além de dificultar o trânsito de ciclistas em mão e contra-mão, por muito estreito, ainda tem que dividir o espaço com os pedestres que continuam o passeio na ciclovia, por entenderem ser o caminho natural e atrativo para quem vem caminhando e apreciando o mar, as pessoas e os esportes na praia. Já os ciclistas, na maioria, estão de passagem. Por isso, a maioria dos ciclistas acham péssimo passar nesse trecho, tanto pelo bloqueio da via pelos pedestres, quanto por arreia que invade uma pequena fração da ciclovia. Assim, é muito comum, ciclistas transitando pelo passeio e pedestres transitando pela ciclovia.
Pedestres passeiam regularmente nesse trecho de ciclovia.

Como usuário regular da ciclovia, evito passar de bicicleta nesse trecho cicloviário, especialmente, nos horários de massa dos sábados, domingos e feriados. Até para empurrar a bicicleta no setor é complicado, de tanta gente andando ou contemplando a praia.  Os conflitos entre pedestres e ciclistas são estimulados pela estrutura cicloviária equivocada. Sua correção fará muito bem ao ciclismo e a paz. Por isso, venho tentando propor correção no referido trecho ciclovia ao perceber o equivoco ainda na execução da obra de construção da ciclovia.

A intervenção que propomos terá baixíssimo custo e facilidade técnica de execução. Além disso, não afetará a fluidez do trânsito e o estacionamento automotivo na região. Trata-se da implantação, inicialmente, de uma ciclofaixa de mão dupla, com largura mínima de 2,4m, junto ao passeio, onde atualmente usa-se para estacionar automóveis ao longo da Av. Café Filho e da nova praça de quiosques da Praia do Meio, que estão passando por recapeamento asfáltico. Os carros passarão a estacionar na lateral externa da ciclofaixa, sem afetar as pistas de rolamento. Dependendo do surgimento ou não de conflitos de estacionamento na ciclofaixa, essa posteriormente poderá ser segregada para ampliar a segurança e evitar os estacionamentos indevidos.

Esse trecho substituto de ciclofaixa que idealizamos e propomos facilitará o desenvolvimento e a implantação do Projeto CicloPraça: Espaço Social e Cultural de Ciclistas e Simpatizantes, que também propomos. E que já conta com apoio da ACIRN- Associação dos Ciclistas do RN e com centenas de ciclistas que assinaram uma petição pública (abaixo-assinado).

 E onde o prefeito entra nessa história? Respondo. Estava eu hoje terminando minha aula/treino de hidroginástica, no piscinão natural da Praia do Forte, quando percebi que o prefeito estava dentro d'água relaxadamente papeando com alguns conhecidos banhistas habituais. Dirigi-me a ele, cumprimentei a todos e fui logo perguntado se ele poderia aproveitar o recapeamento asfáltico da Avenida Café Filho para fazer uma ciclofaixa substituta de um trecho da ciclovia atual na Praia do Meio, que é muito estreito e alvo regular de muitos conflitos entre ciclistas e pedestres e, por isso, evitado, principalmente, nos finais de semana e feriados. Para minha surpresa, ele mostrei simpatia pela ideia e falou que eu deveria procurar a STTU. Falei que eu tinha bom entendimento com o Secretário Adjunto Walter Pedro e ele disse: Diga a Walter que estou autorizando estudaram a implantação de desse trecho de ciclofaixa, pelo baixo custo e melhoria no trânsito e na relação entre ciclistas e pedestres.

Não perdi tempo. Logo que cheguei em casa tratei de terminar o esboço da ideia com alguns orientações, imprimi em papel e fui a STTU. Mesmo em reforma no prédio, Walter, como sempre,  recebeu-me bem e acatou a solicitação, que será encaminhada para estudo técnico e demais encaminhamentos necessários até a execução. Saí feliz da vida.

Continuando um dia abençoado. ao chegar perto onde moro, no bairro Praia do Meio, encontrei por "acaso" o secretário de esporte e lazer de Natal, Eduardo Machado, que vistoriava uma obra na quadra de esporte do referido bairro. Nos cumprimentamos e falei pra ele que vinha STTU com uma vitória para o ciclismo e contei a situação. Como ele pedala também, se mostrei feliz com a possibilidade de melhoria naquele setor. Aproveitei para lançar o convite para SEL desenvolver o projeto da CicloPraça e expliquei por alto com seria. Ficou interessado em conhecer melhor o projeto e pediu-me para agendar com ele uma reunião oficial. Saí com ótima expectativa.

Ao chegar em casa, contatei a Profa. Neide, que trabalha atualmente na SEL para agilizar o agendamento e contatei com alguns diretores da ACIRN, que prontamente se colocaram a disposição para somar na causa da CicloPraça, além do melhoramento da Ciclovia. Amanhã, ao saber a data da reunião, convidarei também colegas representantes da Bicicletada, que lutam a extremo para valorização e ampliação da cultura ciclística e do sistema cicloviário. Assim, segue a luta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mais um crime ambiental e urbanístico. Ergue-se o 33º barraco irregular na ZPA7 de Natal

Ambientalistas lançam a #SuperSemanaDoManguezal2017

Próximo sábado, 04/03, ainda terá carnaval em Natal e dentro do mar