Juventude 3.0: Construindo um conceito

Conceituar o que é ou quando acontece a juventude 3.0 seria bem mais fácil se baseássemos afirmação apenas na escala cronológica, coisa que não deve ser. Cada pessoa amadurece ao seu tempo, diante dos mesmos estímulos, o que evidencia que existem outras variáveis atuando no contexto. Mas não vamos aqui complicar. Quem quer ser e viver como educador tem o dever de buscar incessantemente simplificar as coisas para torná-la acessível as massas e não a uma elite intelectual. 


Vamos partir de um conceito que já existe. Segundo Dayrell (1996), juventude é o estado de espírito onde a alegria, a espontaneidade e o espírito de busca constante estão efetivamente presentes.  Concordo com esse autor e partiremos desse conceito. Para efeito didático, sugerimos que tomemos como base um tempo cronológico de 15 anos para definirmos cada fase ou salto de juventude. Assim, a juventude 1.0 aconteceria a partir dos 15 anos, a 2.0 a partir dos 30 anos e a 3.0 a partir dos 45 anos e a 4.0 a partir dos 60 anos e assim por diante. 


Até esse ponto tudo simples, até simplista. Mas, vamos estudar algumas características que diferenciam as três primeiras, baseadas na minha vivenciação... (em construção)


Referências.
1- DAYRELL, Juarez. Múltiplos olhares sobre educação e cultura. Belo Horizonte: UFMG, 1996.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mais um crime ambiental e urbanístico. Ergue-se o 33º barraco irregular na ZPA7 de Natal

Ambientalistas lançam a #SuperSemanaDoManguezal2017

Próximo sábado, 04/03, ainda terá carnaval em Natal e dentro do mar