Educador propõe 2 parques urbanos nas zonas leste e norte de Natal.

Trago para conhecimento público duas propostas de projetos, de minha iniciativa e idealização, ainda em esboço conceitual para fomento de projetos técnicos, para criação de dois parques urbanos de baixo custo de implantação e manutenção, de gradual implantação e sofisticação, de alta visibilidade e atratividade, com e com grande potencial de uso para aprendizagens e práticas de esportes, lazer, artes de rua, pequenas empreendimentos comerciais organizados e autorizados e com atratividade turística. A esses projetos dei os nomes provisórios de Ponte-Parque Natal e CicloParque Natal, que explicarei a seguir.
Imagem: Mirante Oeste da Ponte NN. por Prof. Milttao 
O Projeto CicloParque Natal (ou Parque Ciclístico de Natal) é proposta antiga, lançada em 15 de abril de 2012, no Dia Mundial dos Ciclistas, muito aplaudida pela comunidade ciclista participante e até postada no portal OndePedalar.com, maior site de cicloturismo da América Latina (na época). O projeto perdeu força quando foi anunciado pela imprensa local que o terreno público pleiteado para o projeto seria usado para a instalação do Centro Municipal de Administração e a nova sede da Câmara Municipal de Natal. Passado esses anos e, ao que parece, enterrados esses projetos por falta de recursos, retomaremos o projeto CicloParque Natal, agora readequada a nova realidade econômica e o momento esportivo. Estimularemos também a criação do Polo CicloTurístico Redinha-Genipabú. O relançamento oficial do Projeto CicloParque Natal no seu local original será no próximo 19 de Agosto, Dia Brasileiro dos Ciclistas.  Esse projeto será endereçado, inicialmente, ao governo do RN, por ter terreno na área e outros projetos assessórios ou complementares que extrapolam o limite municipal de Natal.

O Ponte-Parque Natal é um projeto novo, embora já havia uma outra proposta de parque também de nossa iniciativa que proponha o uso do baixio sul da ponte Newton Navarro. Esse projeto visa transformar a Ponte Newton Navarro num Parque Urbano Linear, de baixo custo de implantação e manutenção, para aprendizagens e práticas de ecoesportes, lazer, artes de rua e atividades turísticas e comerciais de pequeno porte, sem tirar a principal função da ponte, servir de equipamento viário para interligar veículos e pessoas entre as zonas leste e zona norte de Natal, na proximidade da foz do estuário Rio Potengi. Essa proposta será melhor detalhada noutra postagem e será inicialmente endereçada a prefeitura de Natal.

Falar em criação de um parque urbano numa época de contingenciamento financeiro (vacas magras) nas três esferas de governo parece um tanto inoportuno. Porém, nesse caso não é, basta conhecer melhor a proposta e sua perspectiva e formato de baixo custo de implantação e manutenção, de sofisticação gradual, que justamente indica o contrário, que é uma ótima iniciativa, que  não só promoverá uma agenda positiva governamental, mas pode gerar ganhos significativos estruturais, sociais, ambientais e até financeiro para a região e para Natal.

A ideia inicial  é que a Secretaria de Esporte e Lazer de Natal encabeçe um processo de criação e implantação gradual desse parque linear ecoesportivo e de lazer, que terá o baixio e o alto da ponte como base estrutural. A SEL certamente deve uma equipe de arquitetura que pode desenvolver um projeto básico, a partir de algumas ideias iniciais que darei (como idealizador). Será fundamental que também seja um órgão articulador, principalmente, agora que está sobre comando técnico. Há necessidade de articular-se inicialmente, com a STTU, SEMURB, URBANA, Guarda Municipal e SEMSUR.

Fiz ontem uma caminhada na ponte num formato de 8. Foram quase 6 km de ampla beleza e oxigenação.  Todo potiguar e turista não pode deixar de passar pela experiência de contemplar nossa cidade do alto das 2  laterais da  ponte. Foi dessa caminhada que vislumbrei o projeto Ponte-Parque de Natal, com poucas intervenções, baixo custo de implantação e manutenção e grande ganho social e até ambiental.

Alguns eventos poderiam testar esse ideia. Trabalho com a ideia de um evento para comemorar os dias dos profissionais da nutrição, educação física e biologia, no dia 3/9/2017. Convidaremos os três conselhos de classe para somar, além de todos os colegas da educação física. Faríamos a primeira caminhada e outras atividades já dentro do projeto Ponte-Parque Natal.

Nessa perspectiva iremos transformando gradualmente o alto, os baixios e as laterais da ponte é um complexo municipal que a cidade terá prazer em divulgar e visitar. Grandes eventos de terceiros que usarem o terreno municipal deverão  deixar um legado estrutural duradouro a ser usado pelo projeto Ponte-Parque de Natal. A começar pelo evento de vôlei de outubro.

Comentários